Bombom balanço

Rafael Hupsel/Folha Imagem

Adriana Bombom no cenário de “Uma Escolinha Muito Louca”, na Band

A ex-paquita Adriana Bombom, 33, será Ana Balanço, a “gostosa burra” de “Uma Escolhinha Muito Louca”, a versão da Band para a “Escolinha do Professor Raimundo”, no ar em novembro. “Ela é uma mulata de corpo escultural, sexy, está sempre de bom humor. Toda vez que o professor [Sidney Magal] faz pergunta pra ela, ele dá uma ajudinha, porque ela retribui com uma reboladinha”, revela. “Acharam que eu era a pessoa ideal para o papel. Eu nem fiz teste”, admite Bombom, já de dieta (batata e clara de ovo) para o Carnaval.

Band investe US$ 1 mi para bancar Grammy “brasileiro”

A Band investirá mais de US $ 1 milhão nas transmissões do Grammy Latino deste ano. Mas não será uma transmissão qualquer, só com apresentador, comentarista e tradutor.
“A gente finalmente conseguiu do Grammy autori z ação para fa z er uma premiação brasileira, separada dos latinos. Será a primeira vez que uma cerimônia ocorrerá fora dos Estados Unidos”, festeja Rogério Gallo, diretor do evento. A festa acontecerá no Auditório Ibirapuera, em 13 de novembro, simultaneamente à cerimônia de Houston (EUA). A Band pretende repeti-la pelo menos nos próximos cinco anos.
A premiação será apresentada por Daniella Cicarelli e Marcelo Tas. Patr í cia Maldonado entrará ao vivo de Houston.
O produtor e jornalista Nelson Motta será curador musical do espetáculo brasileiro. “A gente quer colocar os competidores para tocar juntos. Vamos promover encontros inesperados, números musicais inéditos”, promete Gallo.
A coreógrafa Deborah Colker promoverá “intervenç õ es totalmente inesperadas”, assim como os humoristas do “CQ C”.
“O Grammy é a refer ê ncia dos pr ê mios de música. Não quero entrar em linha moderninha. Vamos fa z er uma festa clássica, mainstream, mas com tempero nosso”, di z Gallo.
Serão nove categorias de música brasileira em competição (como pop, rock, samba e até cristã). Gil, Djavan, Bethânia, Caetano, Chico e Maria Rita estão na disputa.

Joãozinho vira Maria

Daniela Récco vai aparecer assim, de lentes de contato e cabelos claros e mais curtos, no capítulo de “Três Irmãs” que a Globo exibe em 1º de novembro. Sua Duda desiste do disfarce de Carlinhos que usa atualmente e se transforma na prima dele, Laila. E parte para cima de Eros (Paulinho Vilhena) e Paulinho (Kayky Brito), por quem está apaixonada. Para quem não assiste à novela do incompreendido Antonio Calmon: Duda se veste de menino porque é perseguida pelos vilões vividos por Luís Gustavo, Otávio Augusto e Graziella Moretto.

PERGUNTA INDISCRETA

FOLHA – O seriado de Marcilio Moraes vai se chamar “A Lei e o Crime”, o que remete a “Law & Order”. O nome da novela de Lauro Cesar Muniz sairá de uma concurso entre funcionários. A Record não tem gente especializada para fazer isso?
HIRAN SILVEIRA
– (diretor de teledramaturgia) – “A Lei e o Crime” foi escolhido pela sua perfeita adequação ao conteúdo. Quanto à novela do Lauro, fizemos um concurso interno para envolver nossos funcionários. O envolvimento foi tão grande que gerou mais de 3.500 sugestões. Nossos títulos são escolhidos por consenso entre autores e diretores.
Line-UP – Divulgação de Programação e Distribuição de Canais de TV.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: