Novela do SBT estréia sem cotas vendidas

Novela do SBT estréia sem cotas vendidas O SBT anunciou o lançamento de sua primeira telenovela com texto original em nove anos, “Revelação”, para o próximo dia 8 de dezembro. Devido aos atrasos na estréia, a trama vai ao ar ainda sem nenhuma cota de publicidade vendida. Segundo o diretor nacional de vendas da rede, Henrique Casciato, estão disponíveis duas cotas nacionais, de R$ 8 milhões, e uma cota local, de R$ 2,2 milhões. A novela, cujas gravações terminam esta semana, terá 164 capítulos, orçados a R$ 200 mil cada. Segundo Casciato, dificilmente a publicidade cobrirá o custo total da produção. “Novela, se empatar, já é um bom resultado”, diz. Por outro lado, ele acredita que a indefinição do lançamento gerou uma curiosidade que pode favorecer a audiência. Ninguém se arriscou a prever que marcas a trama deve alcançar, mas acredita-se que a novidade deve atrair o público. Para a autora do texto, Iris Abravanel, “se fizer a metade da audiência de ‘Pantanal’ já está ótimo”. Embora a novela já esteja toda gravada, Casciato não descarta ações de merchandising. “Os atores ainda estão no SBT, podemos gravar cenas específicas caso entre algum merchandising”, diz.

Núcleo

“Revelação” marca a volta do SBT à produção de novelas originais após o fim do acordo com a Televisa. É também a estréia de Iris, esposa de Silvio Santos, na dramaturgia. “O SBT só passava enlatados, mas o público se cansou disso. Precisávamos trazer vida à teledramaturgia do SBT, a cidade cenográfica estava se decompondo. Mas não conseguíamos contratar autores, porque estavam todos amarrados com a Globo e a Record. Então decidi escrever a novela”, conta Iris. Ela contou com a ajuda de roteiristas experientes do SBT, como Yves Dumont. A novela foi totalmente produzida em HDTV. A trilha original foi composta pelo trio Sá, Rodrix e Guarabira, com coordenação musical de Laura Finocchiaro. Uma curiosidade: Iris conta que o nome “Revelação” foi sugerido pelo próprio Silvio Santos, antes da trama estar concluída. Com o nome aceito, a equipe teve que inventar, na novela, o que seria a tal “revelação”, que não existia originalmente na história. Segundo o diretor de teledramaturgia da rede, David Grimberg, o SBT pretende manter ativo seu núcleo de novelas após “Revelação”. Não há nenhuma nova parceria internacional a vista, conta, e o próximo projeto envolve a adaptação das novelas radiofônicas de Janete Clair, cujos direitos foram comprados pela emissora. André Mermelstein.

http://www.telaviva.com.br/News.asp?ID=105516&Chapeu=

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: