Mais da tv

Parque de diversão

Não tem como esconder que nessa luta de todos os dias, existem momentos curiosos, inexplicáveis e até divertidos. Na semana passada, foram feitas críticas ao comportamento do SBT e à demora em resolver o caso da Hebe Camargo. Entre outras coisas, reclamou-se da falta de respeito a esta apresentadora.

Ela deveria, no mínimo, receber um tratamento diferenciado, algo que só aconteceu na sexta-feira, por ocasião do encontro direto com Silvio Santos. Depois reclamam que ele não delega. Quando delega, pelo que se viu, os seus segundos não resolvem.

No meio disso, houve uma crítica também ao responsável pelas contas do dinheiro da emissora, estrago em forma de gente e causador de muita coisa ruim que aconteceu nesses últimos tempos. Alguém de extrema insensibilidade.

Não foi dado o seu nome, mas, curiosamente, vieram me contar, a carapuça serviu pra mais de um.

Agora quem está curioso sou eu: quem serão esses outros?

TV Tudo

Ponto 1

As vitórias do Gugu Liberato sobre o “Fantástico” têm se tornado mais freqüentes e hoje não acontecem apenas em São Paulo, mas em outros pontos importantes, inclusive no Rio, onde a Globo sempre passou por cima de todo mundo.

Ponto 2

O problema é que o “Fantástico” perdeu a sua essência. Não adianta trocar de apresentador, enfeitar o cenário e se utilizar desses incríveis recursos que o mundo moderno oferece. O bom “Fantástico” era aquele que surpreendia a todos, com as suas novidades jornalísticas e musicais.

Ponto 3

O mundo avançou tecnologicamente, só que o gosto de quem vê televisão não se alterou de forma tão radical. Se o “Fantástico” voltar com a sua base do passado, também terá o público de volta. Gugu tem um programa popular e sabe usar muito bem o que agrada boa parcela do público. A Globo, no caso, tem que fazer um pouco disso. Ir ao encontro do telespectador e não achar que só o telespectador deve correr atrás dela.

Ponto 4

O “Fantástico” totalmente entregue ao Jornalismo vai perder cada vez mais. Tem que recuperar a fórmula bem temperada de antes, com jornalismo sim, mas não esquecendo das matérias de entretenimento. Agora resta saber quando vai cair essa ficha.

Faixa nobre

A Globo conseguiu classificação livre para o especial “Xuxa e as Noviças”, porém o programa, que irá ao ar dia 24, será apresentado logo depois da novela “A Favorita”.

Mais um, não.

O SBT também vai entrar nessa dos vampiros. Vem aí o seriado norte-americano “Moonlight”, produção da Warner. A boa notícia: nos EUA, “Moonlight” já virou pó.

Sessão naftalina

A Globo tem o “Vale a pena ver de novo”, espaço muito próprio para reapresentar as suas novelas antigas. Não precisa de outro. Mais uma vez absurda essa idéia de remontar “Paraíso” às 6 da tarde. Com certeza não vão fazer melhor que a vez anterior, então que produzam uma coisa nova.

Natpe

A feira Natpe, de Las Vegas, em janeiro, já mexe com o mundo. As redes brasileiras estarão representadas. A Globo, por exemplo, vai com duas equipes, uma – comandada por Roberto Buzoni, encarregada de comprar; e outra, liderada pela área internacional, que pela primeira vez irá negociar formatos produzidos por ela.

Beira mar

No “Bom Dia Brasil”, de sexta-feira, a moça do tempo, batizou uma nova praia em Santos. Falou em Praia de Aparecida, quando a imagem era da José Menino. Coisas do catecismo.

Bandida da história

Divulgação/TV Record Juliana Silveira, ainda às voltas com as gravações de “Chamas da Vida”, será a vilã da próxima novela de Ana Maria Moretzsohn na Record: “Corpos Partidos”.

Bate–rebate

…O SBT tem coisas interessantes. O “Chaves”, por exemplo. Um pronto socorro. Atende qualquer emergência.
…Nas novelas é a mesma coisa, mas com personagem vivo e diferente.
…David Grinberg saiu, mas não saiu. Ele fica ali, na espera, depois volta pra arrumar o estrago.
…Osmar Prado é o ponto de apoio de muitos atores em começo de carreira da Globo.
…Está sempre pronto para atender e passar um pouco da sua experiência a todos.
…Os diretores Luis Antônio Piá e Rodolfo Silot, que trabalharam com Del Rangel na Bandeirantes, desembarcam no SBT em janeiro.
…E as demissões não param.
…Na sua convenção em Gramado, a Bandeirantes anunciou o desejo de ter a próxima Copa do Mundo na África e a Copa das Confederações.
…A implantação da TV Digital em várias praças também foi um assunto discutido durante a convenção.
…O programa da Hebe, hoje à noite, como não poderia deixar de ser, terá muita coisa da novela “Revelação”.
…Aliás, esta é a esperada estréia do SBT, nesta segunda-feira, depois do capítulo de “Pantanal”.

C´est fini

Eli Halfoun sempre foi um dos craques no colunismo da nossa tevê. Amigo de velhas e boas jornadas, que em breve estará de volta. Ele mandou o seguinte: “fala-se muito em A Favorita, mas não se toca no bom trabalho do Iran Malfitano, que faz um Orlandinho perfeito como gay “engavetado”.

Não transformou o personagem em caricatura, como costuma acontecer e muito menos em um viadinho de piada. É para mim um dos melhores trabalhos da novela na qual destacam-se a Patrícia Pillar – só ela com a carinha de anjo conseguiria fazer uma vilã tão dissimulada e a Cláudia Raia que vive seu melhor momento de atriz na televisão”.Assino embaixo, Eli. Absss. E é só. Tchau!

Visite o blog do colunista

tvcanal1@terra.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: