Globo maltrata sua escolinha
As relações entre Chico Anysio e a TV Globo há muito vivem estremecidas. Pior para a emissora, que não se aproveita do talento de um veterano comediante, um dos poucos remanescentes de um humor que, embora considerado antigo, é marcado por uma bem dosada mistura de ingenuidade com picardia. É o que se observa em Escolinha do Professor Raimundo – Turma de 90, seleção de esquetes do último grande sucesso de Anysio na emissora, lançado agora pela Som Livre. Inicialmente o quadro de encerramento do programa do humorista, a Escolinha alcançou tamanho sucesso que ganhou um horário independente, permanecendo no ar durante dez anos no total. Êxito baseado unicamente no talento de seus humoristas, especialmente Rogério Cardoso, Walter D?Ávila, Lúcio Mauro, Zezé Macedo e Cláudia Gimenez, entre outros, que, apesar de interpretarem papéis caricatos, provocam o riso por conta de seu imenso talento. E o que poderia ser uma homenagem, no entanto, parece mais uma provocação: no DVD, as aulas foram esticadas, ou seja, cenas de diversos programas foram costuradas em apenas uma. Um desrespeito com um gênio do humor como Anysio. http://www.estadao.com.br/suplementos/not_sup297159,0.htm

Canal exibe dois finais de temporada
A Sony apresenta nesta terça, à 0h30, o episódio final da 2ª temporada da comédia de improviso 10 Items or Less, que é gravada em uma mercearia de Los Angeles aberta ao público durante as filmagens. O canal mostra ainda, o último episódio do reality show culinário Iron Chef, sábado, às 13 horas. http://www.estadao.com.br/suplementos/not_sup297155,0.htm

The Office com Jack Black e Jessica Alba
Com a quinta temporada em exibição nos EUA, The Office confirmou na semana passada a participação especial de Jessica Alba e Jack Black na série. Os dois vão atuar em um episódio especial de 1º de fevereiro que será exibido no horário mais disputado da TV americana: logo após o Super Bowl. Eles interpretarão atores de um filme pirata que o pessoal da Dunder Mifflin tentará assistir durante o expediente. http://www.estadao.com.br/suplementos/not_sup297156,0.htm


RÁDIO E TV
José Armando Vannucci

Natal de Ivete Sangalo
O “Estação Globo” de hoje terá o Natal como tema principal e receberá o grupo Sorriso Maroto, Nando Reis, O Rappa, Padre Marcelo e Capital Inicial. Ivete receberá a atriz Ísis Valverde, que estará no elenco da novela “Caminho das Índias”, mas que relembrará o tema de Rakeli, sua personagem em “Beleza Pura”. A Dra. Lorca, personagem de Fabiana Karla em Zorra Total, também aparece no “Estação Globo” para brincar com a dieta da apresentadora. A banda Capital Inicial encerra as apresentações com “Algum Dia” e “Primeiros Erros”. No último bloco a mensagem natalina de Ivete Sangalo: “Quinta-feira agora é Natal, é a celebração do nascimento de Jesus Cristo. É a oportunidade para zerar tudo e renascer. É o dia para pensar no amor. O amor pode tudo! Pensem nisso!”

Tom Cavalcante X Sonho Realizado
O especial “Louca Família”, com Tom Cavalcante, será exibido amanhã e marcará a estréia definitiva da série cômica, que em 2009 terá 16 episódios inéditos. Nesta segunda, o programa terá como foco a ganância de uma família falida, que muda de comportamento ao descobrir que a doméstica abusada ficou rica. “Jarilene quer Casar” mostra os falidos “Calazans de Bragança e Lopes Pereira Oliveira”, que apostam todas as fichas no namoro do filho Patrick (Dado Dolabella) com a milionária Gabriele (Carolina Magalhães). Demissionária, a folgadíssima empregada doméstica Jarilene (Tom Cavalcante) se vê de gata borralheira transformada em princesa, com a chegada do nordeste de seu pai Raimundo (Zé Lezin), avisando que está rico, pois achara petróleo em suas terras. Para sair da lama, os Calazans de Bragança e Lopes Pereira Oliveira tentarão então casar Patrick com Jarilene, que a esta altura baterá todos os recordes de desaforo e abuso.

Pausa Natalina
Em função da queda de audiência nos últimos dias do ano, o Universal Channel resolveu não exibir episódios inéditos das séries a partir deste domingo. No ar estarão os momentos mais importantes de cada série. A segunda temporada de “Brothers & Sisters” volta a ser exibida no dia 7 de janeiro, quarta-feira, e a terceira temporada de “Heroes” no dia 9 de janeiro, sexta-feira. Já “Law & Order: Special Victims Unit” e “House” voltam a exibir seus episódios inéditos a partir do dia 20, terça-feira, e 22 de janeiro, quinta-feira, respectivamente.

The End no “Greens & Grains”
O canal Sony exibe na próxima terça-feira, à 0h30, o final da segunda temporada de “10 Items or Less”. No episódio “The Ren Fair”, o supermercado Greens & Grains resolve celebrar os dias da Renascença e todos os funcionários se vestem com roupas do século XV. E, a inocente comemoração, vira coisa séria quando Leslie desafia Charles, o novo gerente do concorrente Super Value, para um combate de cavaleiros com lança. “10 Items or Less” é filmada em uma mercearia de verdade localizada no subúrbio de Los Angeles. Durante as gravações da sitcom, a loja continua aberta ao público, com isso o elenco e a equipe são constantemente abordados pelos consumidores que muitas vezes participam como figurantes nos episódios.

Destaque da semana
A novela “A Favorita” entrou em sua reta final e, a partir de agora, o telespectador acompanha todas as noites cenas decisivas para a trama policial que envolve Flora. Na última quinta-feira foi exibida a seqüência do encontro entre Lara e Donatela, onde todo o passado da personagem de Mariana Ximenez desmorona com a descoberta de que seu verdadeiro pai é Dodi. A atriz esteve perfeita em cena, passou a emoção da dor de quem vê sua história mudar e emocionou o telespectador. A seqüência foi uma das melhores já exibidas em “A Favorita”, novela que está em sua reta final. http://jovempan.uol.com.br/jp/index.php?categoria=96


Fátima Bernardes: lazer com os filhos
Apresentadora do “Jornal Nacional”, Fátima Bernardes também tem seus momentos de folga. Outro dia, ela levou os filhos, os trigêmeos Laura, Vinícius e Beatriz, para se divertirem num ringue de patinação no gelo, num shopping da Barra da Tijuca. Fofo.


“A Favorita” registra melhor semana desde sua estréia
Considerando os números preliminares do fim de semana, assim ficaram as médias das novelas entre os dias 08/12 e 13/12:

A Favorita – 45
Chamas da Vida – 13,5
Pantanal – 14
Revelação – 7
http://www.oplanetatv.com.br/noticia/6878.html


Atriz de ‘Friends’ lança filme com Adam Sandler
A atriz Courtney Cox foi à première de seu novo filme, Bedtime Stories, nesta quinta-feira. O evento, realizado em Los Angeles, nos Estados Unidos, contou também com a presença de outros atores do elenco do longa-metragem.
Além de Courtney, Adam Sandler, que estava acompanhado da mulher, Jackie Sandler, Kerri Russell e Teresa Palmer foram à première. Bedtime Stories chega aos cinemas brasileiros em 23 de janeiro. http://odia.terra.com.br/cultura/htm/atriz_de_f…andler_219783.asp


Nickelodeon vai cobrir a posse de Obama para as crianças
O canal americano Nickelodeon, dedicado ao publico infantil, vai cobrir pela 1ª vez a posse de um presidente dos EUA. Dois jovens reporteres estarão em Washington no dia 20 de janeiro para mostrar Barack Obama assumindo o Governo. Segundo noticia do Huffington Post, durante a campanha, o canal identificou entre as crianças um interesse pela eleição semelhante ao dos adultos e chegou a realizar sua propria votação (Obama 51%, McCain 49%). A cobertura da posse será mostrada nos intervalos comerciais – o canal nao transmitirá o discurso de Obama ao vivo, mas mostrará trechos logo depois, com tratamento adequado para o publico do canal. http://www.bluebus.com.br/show/1/88191/canal_ni…_para_as_criancas


ZAPPING
Miguel Arcanjo Prado (interino)

Íris Abravanel faz blog para ajudar trama
Mulher de Silvio Santos e autora de “Revelação”, Íris Abravanel agora quer escrever também no mundo virtual. Mesmo sem experiência na área, mandou criar um blog para ela no site da novela. O objetivo é ficar mais próxima do telespectador de sua trama. Ela dá dicas ao público: “Não existe nada impossível para quem espera um dia ver seu sonho tornar-se realidade”.

Nova profissão
O tenista Gustavo Kuerten, que prestou vestibular para artes cênicas, garante: “Não aceitaria fazer novela”.

Tristeza
Claudete Troiano não fará o Natal em seu sítio. “Sentiria falta do meu pai”, diz. O pai dela morreu em agosto.

Sintonia fina
Elba Ramalho está produzindo ao lado de Cezinha do Acordeon um disco de xote e baião, para comemorar os 30 anos de carreira dela. Os dois são namorados.

Especial de Natal
Roque Malizia recebe hoje o Falamansa, na praia do Perequê, em Ilhabela, no “Caçadores de Aventura”. Às 13h30, na Rede TV!.

Espanhola
Patrícia Moretzsohn, autora de “Malhação”, embarcou para a Espanha com o marido, o baterista Mário Gaiotto, da banda “Mandu Sarará”. “O Réveillon será com amigos, em Aranjuez. Vai ser um mix de lua-de-mel, férias e festas.”

Festa
Hebe Camargo comanda um especial de Natal musical, que vai ao ar amanhã, às 20h, no SBT. A apresentadora recebe Ivete Sangalo, Saulo e Banda Eva, Seu Jorge, KLB e Elba Ramalho. http://www1.folha.uol.com.br/folha/colunas/zapp…3954u481995.shtml


“Aline” vai à TV em versão para a “família brasileira”
Aline está deitada no divã. O analista se aproxima para perguntar: “Qual é a sua média de sexo atualmente?”. Ela diz: “Três vezes por semana”. “É uma média normal”, afirma o analista. Ela continua: “Três vezes por semana com o Otto. Três vezes por semana com o Pedro. Três vezes por semana com os dois”.
A relação de Aline com o sexo, entretanto, termina aí. Ela não dará sequer um beijo na boca no especial da Globo, que vai ao ar no dia 30. Inspirado na tirinha “Aline”, do quadrinista da Folha Adão Iturrusgarai, o programa homônimo da emissora será uma versão, digamos, careta da libertina personagem das tiras -ou, como classifica o diretor Maurício Farias, para “todas as famílias brasileiras”.
“Não queremos fazer uma Aline mais careta. Queremos uma Aline engraçada, irreverente. O fato de não ter um beijo me parece coerente com essa irreverência”, avalia o diretor. Se, nas tirinhas, Aline circula nua entre os dois namorados Otto e Pedro, na televisão, vivida por Maria Flor, ela aparecerá vez ou outra na cama com os rapazes (Bernardo Marinho será Otto; Pedro Neschling fará Pedro), mas sempre no “antes e depois”, devidamente coberta, “sem ser agressivo ou sexualmente explícito”.
“Há uma influência evidente dos quadrinhos no especial, mas estamos trabalhando dentro de um universo mais realista, com um humor mais delicado”, diz Farias. “Existem coisas que numa tira são hilárias como, por exemplo, um sujeito dar uma surra noutro com um bastão de beisebol. Isso num especial de TV não é nada engraçado.”

Fiel ao “espírito”

Os atores concordam. “A gente é fiel ao espírito”, afirma Bernardo Marinho, 20. “Mas não pode ter nu, bunda e maconha o tempo inteiro.” Para Maria Flor, 25, a nudez e as cenas de sexo do desenho ganham um “ar cômico” porque são “estáticas”. “Em movimento, na televisão, não ia ter essa comédia.” O mais velho dos três atores, Pedro Neschling, 26, avisa: “Quem espera uma chatice vai se decepcionar”. A Aline da Globo não é “uma devoradora de homens com dois garanhões”. “Se fosse fazer a Aline [idêntica à das tirinhas], seria um pornô para o [canal] Sexy Hot”, diz Neschling.
Todo gravado em São Paulo, o especial usou como locações o parque Ibirapuera, um apartamento apertado, além do salão de festas e do terraço do edifício Planalto, no centro da cidade, onde os três protagonistas imitam os passos da coreografia que aparece em “Bande à Part” (1964), de Godard. O filme foi um dos recomendados pelo diretor aos atores como preparação para os papéis: “Maria, Pedro e Bernardo são ótimos atores, mas são jovens”, diz Farias. Clássicos como “Uma Mulher é uma Mulher” (1961), também de Godard, “Jules e Jim” (1962), de Truffaut, foram vistos pelo elenco, além de longas mais recentes, como “Os Sonhadores” (2003), de Bertolucci.
“Minha Aline vai pelo caminho de Jeanne Moreau [protagonista de “Jules e Jim’]”, avalia Maria Flor. “Ela é mais louquinha, intensa, livre.” Já o Otto criado por Marinho é “sensível e intelectualizado”, enquanto Pedro, segundo Neschling, é “um cara que vende o almoço pra pagar a janta”. Para os fãs das tirinhas, aliás, ainda é preciso lembrar outra diferença: a minissaia preta e a camiseta azul da Aline dos desenhos passaram longe do figurino de Maria Flor. Na TV, Aline, que não beija na boca, usará salto alto, vez ou outra, meia arrastão e microvestidos fashion.
————————————————————————————-
ALINE
Quando: 30 de dezembro, depois de “A Favorita”
Onde: TV Globo
Classificação: não informada
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2112200814.htm
————————————————————————————-


NOTA 10
Para as mil tramas que surgem sem parar da cartola de João Emanuel Carneiro, autor de “A favorita”. É impressionante. Quem apostou que a história se esgotaria quando ficasse claro quem era a vilã e quem era a mocinha não sabia o que viria pela frente.

NOTA 0
Para “Revelação” pelo conjunto da obra. À medida em que os dias passam, a novela do SBT vai ficando ainda pior, o que, convenhamos, não é fácil. A história é um amontoado de clichês, não empolga ninguém. As atuações em geral são fracas e o que é aquela edição?

10
DE ILTON MOREIRA DA COSTA (no PatríciaKogut.com): Para Cauã Reymond. Como esse menino desenvolveu bem o seu personagem em “A favorita”.

10
DE ANTONIO DANTAS DE ABREU (no PatríciaKogut.com): Para Ruth de Souza em “Faça sua história”. Uma grande dama da TV. Ela faz falta no vídeo

10
DE JOSEFA ADRIANA DA SILVA (no PatríciaKogut.com): Para a TV Globo, que está de parabéns pela novela “A favorita”, que é um sucesso.

0
Para João Emanuel Carneiro, insensível aos apelos do público para não matar Gonçalo (Mauro Mendonça), em “A favorita”.

0
Para o fato de a Globo não escalar atores veteranos como Neusa Amaral, Eloísa Mafalda, Ida Gomes, Ilka Soares, Reinaldo Gonzaga e Georgia Gomide.

0
Para a Irene (Glória Menezes) de “A favorita” pela cegueira dela. Fala sério. Já está na hora de pedalar, pedala, Ireneeeeeee…

Mande as suas sugestões de notas dez e zero para o site www.oglobo.com.br/kogut, leia as sugestões dos outros leitores e discuta com eles se quiser. Todos os domingos serão publicadas três opiniões de internautas http://www2.oglobodigital.com.br/flip/?idEdicao…kogut&origem=


Me arrependo de uma morte na novela
Autor de A Favorita, João Emanuel Carneiro tem inovado na forma de fazer novelas. Escalou duas protagonistas mulheres, em vez do tradicional casal romântico, e inaugurou uma trama em que todo capítulo é importante ou revelador. Para ter este resultado, ele diz que planeja cada passo com antecedência. “Acompanho a audiência minuto a minuto, mas confio mais na minha sensibilidade”, afirma. O autor falou a ÉPOCA em sua casa, no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro. http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,…TE+NA+NOVELA.html


MELHORES E PIORES
Diversidade no ar

A diversidade esteve presente nos acontecimentos mais marcantes da TV em 2008. Das telenovelas com os mais variados temas e suas descendentes audiências até a cobertura dos acontecimentos mais importantes, as produções vencedoras foram mais heterogêneas este ano. No entanto, para os editores que publicam “TV Press”, a Globo ainda se consagra como a principal referência na produção dramatúrgica. Pelo 19º ano consecutivo, a equipe de “TV Press” convidou editores de televisão de mais de 50 jornais e portais em todo o Brasil para a mais tradicional e abrangente votação sobre o universo televisivo brasileiro. Como já era de se esperar, a trama “A favorita”, de João Emanuel Carneiro, conquistou a maioria das categorias do gênero e foi eleita “Melhor novela”.

Um dos principais motivos do êxito da história dirigida por Ricardo Waddington, também eleito como “Melhor diretor”, foi a impactante atuação de Patrícia Pillar como a psicopata Flora. A atriz, que começou a trama evidenciando sofrimentos de mocinha, virou o jogo ao revelar a vilania de sua personagem e se consagrou com uma das mais convincentes atuações do ano. Foi eleita a “Melhor atriz” de 2008. Mas a Globo também fracassou em algumas categorias. O fiasco de “Toma lá dá cá”, por exemplo, com um texto raso e desgastado, acabou conquistando a eleição de “Pior série e seriado nacional”.

Mas foi a Record que mais decepcionou este ano com a grotesca trama “Os mutantes – Caminhos do coração”. A novela errou na mão com uma seqüência de personagens mutantes produzidos em série. Acabou virando uma piada mal contada do autor Tiago Santiago e foi eleita a “Pior novela”. Como não bastasse, a protagonista Maria, vivida por uma insossa Bianca Rinaldi, também rendeu à emissora a eleição de “Pior atriz”. No reino dos prêmios vexatórios, “Revelação”, trama do SBT assinada por Íris Abravanel, primeira-dama da emissora, acabou de estrear e logo se superou pela ausência de qualidade. Sobrou para a mulher de Silvio Santos, que ganhou na categoria de “Pior autor”, quase por unanimidade.

A hegemonia também esteve presente com o maior destaque do ano da “Linha de shows”: o programa “CQC – custe o que custar”, a atual “menina dos olhos” da Band. O humor irreverente e sagaz de Marcelo Tas e de sua equipe conquistou todos os votos na eleição de “Melhor produção humorística”. Nem tão unânimes, mas bastante expressivos, foram os votos para o “Altas horas” como “Melhor programa de auditório”. Por mais um ano, Serginho Groismann pouco inova o conteúdo da produção da madrugada, mas se mantém como preferido na lista pelos interessantes convidados que participam do programa. O mesmo não acontece com o festival de baixarias do “Superpop”, comandado por Luciana Gimenez, eleito “Pior programa de auditório” sem contestações.

Atrás da bancada

Na hora de falar sério, as bancadas dos telejornais viram o centro das atenções. Diante da comovente eleição de Barack Obama, como o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, e da impactante abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, o mundo parou e se emocionou. Com os olhos atentos nos noticiários, os jornalistas que mais se sobressaíram passaram pelo crivo das eleições de “TV Press”. Nessa disputa pela credibilidade, o “Jornal da Globo” foi reconhecido como “Melhor telejornal”. O pior, no entanto, também foi para a emissora. O “Jornal hoje” deixou de lado a postura mais formal da notícia e caiu num terreno perigoso, com pautas inconsistentes e um excesso de bate-papo entre os apresentadores, o que rendeu ao jornalístico a eleição de “Pior telejornal”. Ainda na emissora, Fátima Bernardes foi eleita na categoria “Melhor apresentação de telejornal”. Já Angélica, acostumada com a superficialidade dos programas de “games” não teve estofo para as entrevistas do “Estrelas”, eleito “Pior programa de entrevistas”.

Foi justamente na condução das notícias que a votação de “TV Press” identificou o “Momento bizarro de 2008”. Numa edição do “Jornal hoje”, a jornalista Zileide Silva vivenciou uma das maiores saias justas do ano. Em uma sucessão de erros, a apresentadora se equivocou ao chamar os VTs, errou nomes, gaguejou, se perdeu na leitura do “teleprompter”, anunciou matérias que não foram exibidas e evidenciou todo seu nervosismo ao olhar para os lados quase num gesto de fuga da bancada.

Já Dado Dolabella, que agora também freqüenta os telejornais em pautas policiais, chamou atenção por suas agressões públicas e baixarias com a namorada, a atriz Luana Piovani. Isso sem falar na sua performance quase simbiôntica com o personagem Antônio, um “bad boy” previsível em “Chamas da vida”. Por motivos mais que óbvios, levou com vantagem a eleição de “Mala do ano”.

Produção de Auditório

Melhor: “Altas horas”
Nem mesmo o horário ingrato tirou o “Altas horas”, da Globo, do posto. Sua segunda vitória consecutiva mostra que a proposta de Serginho Groisman, de garantir a suposta “vida inteligente” na madrugada, funciona.

Pior: “SuperPop”
O tempo passa e Luciana Gimenez não se cansa de expor seus convidados ao ridículo. Talvez por isso tenha de se contentar com o título.

Produção Humorística

Melhor: “CQC”
A Band pode ter falhado em várias categorias do prêmio, mas faturou a única unanimidade. Cabe ao “CQC – custe o que custar” o título de melhor “Produção humorística”, numa votação surpreendente. As tiradas cômicas e o jeito inusitado de criticar a política, o esporte e a sociedade dos sete “homens de preto” brasileiros arrebatou os votos de todos os críticos e jornalistas convidados.

Pior: “A praça é nossa”
O único humorístico nacional do SBT já ensaia ganhar “banco cativo” na votação. Pelo segundo ano consecutivo, as piadas antigas do “A praça é nossa” caíram no lugar-comum e renderam ao programa o título de “Pior produção humorística” de 2008.

Produção Infantil

Melhor: “Vila Sésamo”
Apesar da votação apertada, a turma do Garibaldo levou a melhor e faturou o título. Sucesso em mais de cem países, a versão nacional conseguiu superar a pequena Maisa Silva e seu “Sábado animado”, do SBT. Mérito da fórmula clássica de aliar conteúdo educativo com entretenimento.

Pior: “A turma do Didi”
É incontestável o espaço que Renato Aragão ocupa na história da televisão brasileira. Mas é bem verdade que o sucesso que o seu Didi Mocó e os outros “Trapalhões” faziam já se perdeu há tempos.

Seriados Importados

Melhor: “Ugly Betty”
A velha fórmula da mocinha desajeitada ainda tem seu público. Pelo menos é isso que mostra a eleição do “Melhor seriado importado” da TV aberta. A vitória de “Ugly Betty”, do SBT, pode inclusive ser melhor aproveitada por sua concorrente Record. A emissora já trabalha em cima da adaptação nacional da série.

Pior: “Hanna Montana”
Cheia de piadas clichês e elementos que faziam parte dos seriados no passado – como as risadinhas irritantes pré-gravadas, “Hanna montana” é mais uma tentativa fajuta de pegar carona nos musicais de sucesso. http://www.tribunademinas.com.br/semanais/teve/teve10.php


Richard Attenborough é hospitalizado após cair em casa
O diretor e ator britânico Richard Attenborough foi internado após sofrer uma queda em sua residência, revelou neste sábado uma fonte médica.
O diretor de “Gandhi”, de 85 anos, “caiu em casa e está recebendo cuidados” médicos, informou o porta-voz do hospital St George’s de Londres, acrescentando que o estado do ator “é estável”.
A biografia de Mahatma Gandhi que Attenborough levou ao cinema em 1982 recebeu oito Oscar, incluindo os de melhor filme e melhor direção. http://veja.abril.com.br/agencias/afp/afp-cultu…2-20-217125.shtml


BIA ABRAMO
Nova novela do SBT já nasce velha
Em “Revelação”, o destino tem nome próprio e a sociologia entra como adorno

UMA DAS inovações de “Revelação” merece entrar para o panteão da teledramaturgia brasileira. Em vez de atribuir a tarefa de manipular os destinos e desatinos dos personagens a um vilão qualquer, a novela criou o Oculto -isso mesmo, como nome próprio. Vale a pena recorrer à sua caracterização tal como está no próprio site da novela: “Personagem que interfere em todas as grandes decisões da trama, sempre aparece em silhueta, sem que se veja seu rosto. Seu único interlocutor é Ermírio, com quem se comunica por telefone, de um escritório no topo de edifício de vista deslumbrante, em alguma grande metrópole não muito bem definida”.
Bem à maneira do SBT, escancara-se de início a artificialidade da trama. Chegamos, afinal, à quintessência da novela. Os adornos de uma certa representação sociológica do país que a novela, e esta não é exceção, pretende aderir à história não são mais que isso: ornamentos, firulas e enrolação. O que importa mesmo é isso aí: destinos predeterminados, trajetórias pessoais truncadas por uma força maior, a vontade, o livre-arbítrio e a racionalidade impotentes.
Temos, portanto, uma cidade imaginária, Tirânia, como “microcosmo” da sociedade brasileira. Teremos, nessa cidade, o embate entre o magnânimo proprietário rural e patriarca de uma extensa família, incluindo o filho dos empregados, e o novo poder, representado por um prefeito sem escrúpulos e ambicioso. O agregado Lucas é o protagonista jovem e do bem, financiado por seu benfeitor Ermírio para ser o novo cacique local.
Futuro cacique e agregado obediente, sim, mas esclarecido. No primeiro capítulo, Lucas já aparece defendendo sua tese em uma vetusta universidade (ou um prédio que parece com uma) portuguesa, engrolando algo sobre os benefícios da iniciativa privada para a sociedade.
Agora, pergunta-se: para quê mesmo tudo isso? Se não vai haver meio de driblar o “Oculto”? Se toda a trama se resolverá, ao final, por uma “revelação” inesperada, o que dará sentido a tudo? Se o sujeito vai estudar na Europa e desfaz o casamento com o grande amor da sua vida por causa de uma foto em que a moça aparece com outro cara? Ou se a moça do casal não consegue contar para o cara que está grávida? Ora…
Não há muitas particularidades em esta novela ser feita ou não pelo SBT, a não ser um aspecto geral de produção mais precário e defeitos técnicos mais graves. O impasse, digamos, teórico é o mesmo. Não se sabe muito bem mais para quê ou para quem se faz uma novela, além de botá-la na rinha da audiência. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2112200819.htm


O DOMINGO É de Flávia Alessandra, a linda atriz carioca de 34 anos. Flávia vai exibir esta sua beleza perfeita em “Nada fofa”, especial de Natal da TV Globo. Na trama, escrita por Fernanda Young e Alexandre Machado, e dirigida por Jorge Fernando, a musa vai interpretar a irresistível Solange, moça toda-toda que acusa o exchefe de… assédio sexual. Vai ao ar terça.

Os alienígenas
O produtor Luiz Carlos Barreto, espécie de guardião-mor do cinema brasileiro, não se conforma com a decisão da mexicana Embratel e a da espanhola Telefônica de excluir o Canal Brasil de suas grades de TV a cabo: — Os dois grupos estrangeiros demonstram que não estão preocupados em valorizar os conteúdos brasileiros

Segue…
Barretão acha que o governo e a sociedade brasileira têm de cobrar da Embratel e da Telefônica um compromisso maior com o país onde operam.

Em tempo…
A Anatel, ao aprovar semana passada a compra da Brasil Telecom pela Oi, exigiu que o grupo ofereça, até 31 de março de 2010, um canal de conteúdo nacional e independente nas suas grades de DTH e cabo.

Culpa da Flora
Acredite. As novelas brasileiras estão afetando a saúde pública em… Angola.
É que, num debate sobre saúde na Rádio Ecclesia, a emissora católica do país, os ouvintes, por telefone, denunciaram que nos hospitais públicos de Luanda não se consegue atendimento nas emergências na hora das novelas brasileiras. http://www2.oglobodigital.com.br/flip/?idEdicao…celmo&origem=


Brooks fez belo exercício de antecipação
Inácio Araujo/crítico da Folha

O título original de “O Homem com a Lente Mortal” (HBO, 0h45; não recomendado a menores de 12 anos) é, mais apropriadamente, “Wrong Is Right”, ou “certo é errado”. Vale, primeiro, do ponto de vista do enredo, em que um famoso jornalista de TV (Sean Connery), com ligações importantes no Oriente Médio, se vê a horas tantas aprisionado numa teia arquiperigosa, sobre a qual não tem a menor influência.
A saber: um poderoso local dispõe-se a repassar armas atômicas a terroristas, que as jogariam em Israel. Ele tomaria essa atitude como represália ao presidente dos EUA, que deseja tirá-lo do poder.
Do ponto de vista da ficção, temos aí um belo exercício de antecipação (o filme é de 1982). Ele não se detém na semelhança com aspectos da política internacional no século 21.
É o fato do repórter se ver perdido entre tantas visões da realidade, entre tantas versões do mundo que mais o aproxima de nós.
Mas o aspecto mais interessante deste filme de Richard Brooks é sua distância em relação à produção média, sua ousadia de saber se perder junto com seu herói, de não fingir que o mundo é facilmente compreensível, nem divisível de imediato em certo/errado.
Brooks contraria, com sua proverbial honestidade, as regras do sucesso cinematográfico. Regras cada vez mais explícitas. Paga um preço: o fracasso imediato. Mas faz um filme memorável. http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2112200820.htm

FILMES

As Aventuras de Tom Sawyer
Record, 8h; classificação indicativa não informada. (Tom Sawyer). EUA, 2000. Direção: Paul Sabella, Phil Mendez.
Tom Sawyer, o célebre personagem de Mark Twain, em animação. Aqui, enquanto foge da tia Polly, Tom e o amigo Huckleberry Finn testemunham crime cometido por Injun Joe e, pior, a maneira como passa a culpa adiante.

Alvin e os Esquilos Encontram Frankenstein
Record, 9h20; livre. (Alvin and the Chipmunks Meet Frankenstein). EUA, 1999, 78 min. Direção: Kathi Castillo.
Num parque de diversões, uma das atrações é o dr. Frankenstein, que ali recria seu soturno castelo. Isso não lhe basta: ele decide recriar o monstro de Frankenstein, tendo nas proximidades Alvin e os esquilos. Animação.

Hitch – Conselheiro Amoroso
Globo, 14h25; classificação indicativa não informada. (Hitch). EUA, 2005, 118 min. Direção: Andy Tennant. Com Will Smith, Eva Mendes, Kevin James, Amber Valletta.
Smith é o conselheiro amoroso, homem que entende tudo de conquistar mulheres e coloca seus conhecimentos a serviço de clientes como Kevin, que anda desajeitadamente atrás de uma garota (Valletta). Isso até que o próprio Hitch em pessoa encontra aquela que julga ser a garota de seus sonhos (Mendes) e precisa sair à caça. Comédia romântica em que era fundamental que o protagonista transmitisse simpatia e calor, o que Smith de fato consegue. Nenhum grande vôo, mas ok.

A Lenda
Bandeirantes, 16h15; classificação indicativa não informada. (Legend). Inglaterra, 1985, 89 min. Direção: Ridley Scott. Com Tom Cruise, Mia Sara.
Princesa é seqüestrada após tocar num unicórnio, animal sagrado. Tom Cruise vai ao domínio do mal para recuperá-la. Muita estética, pouco ritmo, nenhuma emoção.

Miami Vice
Record, 22h; não recomendado a menores de 16 anos (Miami Vice). EUA, 2006, 134 min. Direção: Michael Mann. Com: Colin Farrell, Jamie Foxx, Gong Li.
Após plano do FBI não sair como deveria, policiais (Farrell e Fox) são convocados para operação secreta que deve capturar chefão do tráfico. Para tanto, se apresentam como transportadores para a entrada de sua droga nos EUA. E tudo vai bem até Farrell se envolver com o braço-direito do chefão. No caso, a braço-direito.

O Expresso Polar
SBT, 22h30; livre. (The Polar Express). EUA, 2004, 99 min. Direção: Robert Zemeckis. Com Tom Hanks, Leslie Zemeckis.
O filme desenvolveu uma tecnologia em que os atores interpretam os papéis e são, em seguida, transformados em personagens de animação. Isso permitiu a Hanks interpretar vários papéis nesta aventura natalina, inclusive os de Papai Noel e o do inusitado garotinho que ainda acredita nele. No centro, está o espírito de Natal e, claro, a idéia de crença. Zemeckis conduz a coisa com sua proverbial competência, mas o resultado é sem graça. Inédito.

Dupla Explosiva
Globo, 23h30; classificação indicativa não informada. (Ballistic – Ecks vs. Sever). Alemanha/ EUA, 2002, 91 min. Direção: Wych Kaosayananda. Com Antonio Banderas, Lucy Liu, Gregg Henry.
Banderas e Liu, dois ex-agentes secretos, ambos com problema de morte na família, primeiro rivalizam na caça a poderoso bandido, depois vão se unir contra ele. O diretor, tailandês, também se assina Kaos: pode ser apenas para simplificar as coisas.

Revelação
Bandeirantes, 1h; não recomendado a menores de 16 anos. (What Lies Beneath). EUA, 2000, 126 min. Direção: Robert Zemeckis. Com Harrison Ford, Michelle Pfeiffer, Diana Scarwid.
Zemeckis investe no sobrenatural, ao tratar da mulher que começa a ouvir vozes. O que são elas e como as outras pessoas a encaram são problemas deste filme menos memorável do realizador de “De Volta para o Futuro”.

Diários de Motocicleta
Globo, 1h10; classificação indicativa não informada. Argentina/Brasil/EUA, 2004, 126 min. Direção: Walter Salles. Com Gael García Bernal, Rodrigo De la Serna.
Ou, a juventude do Che. Ou, a história do momento em que, em 1952, o jovem estudante Ernesto Guevara (Bernal) sai em viagem iniciática com seu amigo Alberto Granado (De la Serna) pela América Latina. Não se fala em política, mas é de descobrir essa América que Guevara terminará se tornando comunista. É, talvez, o que Salles procurou fazer: mostrar em vez de comentar. Por algum motivo, a coisa saiu chocha. Algo ajuda: Granado é um personagem bem mais interessante do que o amigo, e isso é um anticlímax óbvio. Inédito.

Novas Diabruras do Fusca
Globo, 3h10; classificação indicativa não informada. (Herbie Goes Bananas). EUA, 1980, 100 min. Direção: Vincent McEveety. Com Cloris Leachman, Charles M. Smith, John Vernon.
O fusca Herbie deve vir ao Brasil para competir em um rali. No caminho, entre uma aventura e outra, Herbie fará um novo amigo, que o ajudará a safar-se de boas. (IA) http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2112200802.htm

ESPORTE

8:30 – Futebol, Mundial de Clubes: Manchester United x LDU (final) – SPORTV e ESPN BRASIL
10:30 – Ciclismo: Copa América – GLOBO (dentro do “Esporte Espetacular”)
12:00 – Futebol, Campeonato Italiano: Catania x Roma – ESPORTE INTERATIVO (Parabólica), REDE GOSPEL* (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Salvador), TV NOVA* (PE), SPORTV e ESPN BRASIL
12:00 – Futebol, Campeonato Italiano: Atalanta x Juventus – BAND, ESPN e RAI
14:00 – Futebol, Campeonato Inglês: Arsenal x Liverpool – ESPORTE INTERATIVO (Parabólica), REDE GAZETA, REDE GOSPEL* (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Salvador), TV NOVA* (PE) e ESPN BRASIL
14:00 – Futebol, Campeonato Francês: Olympique de Marselha x Nancy – SPORTV2
14:00 – Futebol, Campeonato Espanhol: La Coruña x Recreativo – SKY
14:00 – Futebol, Campeonato Espanhol: Mallorca x Sevilla – ESPN
14:00 – Velocidade, V8 Supercars: etapa de Oran Park – BANDSPORTS
14:30 – Vôlei, Superliga Feminina: Finasa/Osasco x Rexona/Ades (final do segundo torneio) – SPORTV
16:00 – Futebol, Campeonato Espanhol: Villarreal x Barcelona – SKY
17:15 – Futebol, Campeonato Português: Porto x Marítimo – BANDSPORTS e RTP
17:30 – Futebol, Campeonato Brasileiro Sub-20: Internacional x Náutico (terceiro lugar) – SPORTV
17:30 – Futebol, Campeonato Italiano: Milan x Udinese – ESPN e RAI
18:00 – Futebol, Campeonato Francês: Monaco x Bordeaux – SPORTV2
18:00 – Futebol, Campeonato Espanhol: Betis x Athletic Bilbao – SKY
19:30 – Futebol, Campeonato Brasileiro Sub-20: Grêmio x Sport (final) – TVCOM (RS) e SPORTV
19:00 – Futebol Americano, NFL: Atlanta Falcons x Minnesota Vikings – BANDSPORTS
19:30 – Futebol, Campeonato Espanhol: Osasuna x Getafe – ESPN (VT)
23:00 – Futebol Americano, NFL: New York Giants x Carolina Panthers – ESPN http://www.papodebola.com.br/papodemidia/coluna/plantaodeferias.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: